Meditação da Mulher - Retratos do Mestre - 29/09/2012

E todos nós [...] somos transformados, de glória em glória, na Sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito. 2 Coríntios 3:18

Tenho visitado muitos museus e galerias, e fico sempre fascinada diante da enorme diversidade de cores, estilos e temas escolhidos pelos artistas ao se expressarem. Cada pintura revela, sutilmente, algo acerca de seu criador. Certa vez, li a respeito de um artista que declarou: “Pinto meu retrato cada dia.” Na verdade, uma obra de arte é uma declaração feita pelo artista, usando tinta, lápis, argila, pedra ou palavras. Alguém poderia dizer que é a vida dessa pessoa criativa sendo visualmente expressa através do meio escolhido.

Enquanto pensava nas palavras desse artista, considerei como Deus exibe Sua arte de modo tão magnificente através da natureza. Todavia, Sua obra preferida é pintar Seu retrato em vidas humanas. Ele é o Mestre Pintor e nós somos Sua escolhida forma de expressão. Deus usa uma variedade insondável em Sua arte criativa. Nenhum de Seus “retratos” é igual a outro. Cada um tem sua própria personalidade, estilo e talento, e reflete o Artista de modo exclusivo.

Assim como o artista trabalha para obter a mistura precisa de cores, a qualidade correta de luz e sombra, e a perfeita expressão no rosto de um retrato, o Artista celestial também trabalha incansavelmente. Deus pinta de dentro para fora. Através do Espírito Santo, nossos pensamentos, motivos e desejos são purificados. A vida interior comanda as ações externas.

Deus não começou, simplesmente, a pintar Seu retrato em nós quando nascemos – ou após nosso novo nascimento em Jesus. Suas pinceladas continuam a transformar-nos, daquilo que éramos anteriormente para aquilo que Ele deseja que sejamos hoje. Em nosso texto, o apóstolo Paulo nos dá uma ideia quando declara que, ao contemplarmos o Senhor, somos transformados à Sua imagem pelo Espírito.

Anos, e até séculos, podem passar antes que a obra de um pintor seja verdadeiramente valorizada. Mesmo assim, os artistas não desistem. Continuam a produzir arte. Deus, do mesmo modo, é incansável em aplicar Seu poder criador em nós. Ele não desiste porque você e eu ainda não somos tudo o que Ele deseja que sejamos. Com paciência, Ele cria em nós Sua arte, sabendo que, se Lhe concedermos liberdade criativa para trabalhar em nossa vida, as obras-primas que Ele planejou emergirão e nos tornarão retratos do próprio Mestre.

Rosemeyre Gianne Pereira